Retrospectiva 2018

Em 2018, desenvolvemos três grandes trabalhos para a Corte de contas mais importante desse país. Motivos de orgulho e sentimento de dever cumprido. Fomos citados por 3 (três) vezes em acórdãos do TCU, o nosso trabalho, que nasceu aqui na Paraíba, ganhou o país inteiro e hoje é uma referência por onde passa.

Os trabalhos foram desenvolvidos com base no entendimento do Tribunal de Contas de União (TCU) de que a mais eficiente e proativa atitude para preservar os recursos públicos é prevenir que estes sejam desviados de seus propósitos.

A partir disso, o tribunal sentiu a necessidade de avaliar a suscetibilidade de organizações públicas ao risco de ocorrência de fraude e corrupção, baseado nas vertentes: i) expectativa de punição do servidor público; ii) poder de compra; iii) poder de regulação; e iv) poder de barganha.

Dentre os trabalhos entregues ao TCU e aos demais órgão de controle estão:

i) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público Federal em cumprimento ao Acórdão Nº 2377/2017 Plenário;

ii) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público – Conselhos de Classe e Sistema “S” em cumprimento ao Acórdão Nº 550/2018 Plenário.

iii) Relatório técnico sobre o Poder de Barganha do Setor Público em cumprimento ao Acórdão nº 1661/2018 – TCU – Plenário.

Selelecionamos abaixo todos os textos que compem essa tragetória.

LOGO PC 2

O Poder de Compra do setor público- uma metodologia que auxiliará no combate à fraude e à corrupção

corruption

Análise das demonstrações contábeis como técnica de mapeamento da suscetibilidade a fraudes e corrupção.

check

Poder de Barganha: Análise de Exposição ao Risco na Interação do Setor Público e Setor Privado

ricso

Auditoria realizada pela SECEX-MS do TCU inspira boas práticas em outros Estados.

CORRUPCAO 1

Órgãos de Controle do Mato Grosso do Sul se unem no combate à fraude e à corrupção nas organizações públicas.

Desafios e Dificuldades para Implantação dos RCPG – Relatórios Contábeis de Propósito Geral

Kleber Marques

É Contador Público Federal no IFPB – Instituto Federal da Paraíba, possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Paraíba (2000) e Especialização em Perícia Contábil pela UnP (2002). É Instrutor/multiplicador da ENAP – Escola Nacional de Administração Pública e da ESAF – Escola de Administração Fazendária. Lecionou as disciplinas de Contabilidade Básica, Intermediária, Contabilidade Pública e AFO – Administração Orçamentaria e Financeira. Há dez anos responde pela Contabilidade do IFPB – Instituto Federal da Paraíba, assessora a Gestão com informações sobre a realidade orçamentária, econômica, financeira e contábil da instituição, em apoio ao processo de tomada de decisões e à adequada prestação de contas. Possui experiência na área de CASP-Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Orçamento, Finanças e Administração Pública. Foi responsável pela elaboração e divulgação dos RCPG – Relatórios Contábeis de Propósito Geral do IFPB. Em recentes acórdãos nº 958/2019, nº 1661/2018; nº 550/2018 e 2377/2017 – TCU – Plenário , o Tribunal de Contas da União, menciona seu trabalho publicado pela Contabilidade do Campus João Pessoa. O trabalho em questão foi desenvolvido com base no entendimento do Tribunal de Contas de União (TCU) de que a mais eficiente e proativa atitude para preservar os recursos públicos é prevenir que estes sejam desviados de seus propósitos. Dentre os trabalhos entregues ao TCU e aos demais órgão de controle estão: i) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público Federal em cumprimento ao Acórdão Nº 2377/2017 Plenário; ii) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público – Conselhos de Classe e Sistema “S” em cumprimento ao Acórdão Nº 550/2018 Plenário. iii) Relatório técnico sobre o Poder de Barganha do Setor Público em cumprimento ao Acórdão nº 1661/2018 – TCU – Plenário.

Este post tem um comentário

  1. Welber Carvalho

    Parabéns Contador Kleber Marques!!!!
    Seu trabalho é Referência para nós Contadores Federais!!!
    Sucesso no desenvolvimento de novos trabalhos em 2019!!!
    Welber Carvalho Batista
    Contador Federal – IFMT

Deixe uma resposta