Desconfie de quem promete demais na campanha! Ainda estamos vivendo uma pandemia, a maioria dos municípios brasileiros está um caos econômico!

Com a queda da arrecadação federal e os baixos repasses dos fundos constitucionais, a grande maioria dos municípios que sobrevivem desses repasses, gasta a maior parte dos recursos com o pagamento dos salários dos prefeitos, vereadores e seus respectivos assessores. Pouco sobrará para fazer alguma coisa pelo município. 

Nas capitais não é diferente, tem candidato prometendo construir, fazer, comprar. Verbos de ação pensados para nos deixar de olhos brilhando com tantas ideias “inovadoras”. 

Como eles prometem fazer tanto sem ao mesmo saber como a “casa” está? Reflitamos!

Em 2021, o gestor que ingressar na administração deverá fazer um diagnóstico de como o município está, reinventar, criar alternativas novas para fazer as coisas antigas, baixar custos e aumentar a eficiência, pensar grande sem ostentar, atender mais com menos recurso. 

O exemplo já foi dado há mais de 2000 anos: “Qual de vocês, se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? (Lc. 14,28-30)

Dia 15/Nov escolha bem. Na urna, é só você e Deus. Vote com consciência!

@ContadorKleberMarques

Kleber Marques

É Contador Público Federal no Ministério da Economia – possui graduação em Ciências Contábeis e Especialização em Perícia Contábil. Possui experiência na área de CASP, Orçamento, Finanças e Administração Pública. Foi responsável pela elaboração e divulgação dos RCPG – Relatórios Contábeis de Propósito Geral do IFPB. Em recentes acórdãos nº 1661/2018 550/2018 e nº 2.377/2017 – TCU – Plenário, o Tribunal de Contas da União, mencionou seu trabalho. A pedido do TCU elaborou 2 metodologias que auxiliam no combate à fraude e corrupção, são elas: a Metodologia do Poder de Compra e a Metodologia do Poder de Barganha.

Deixe uma resposta