É com felicidade que recepcionamos as mudanças na macrofunção 02.03.15 – Conformidade Contábil.  Quem já foi nosso aluno sabe do que estou falando, pois desde 2016, que trabalhamos com base no Manual de Auditoria Financeira do TCU, elaboramos relatórios segregados por área (almoxarifado, patrimônio, contratos, etc) exploramos a capacidade argumentativa do contador e publicamos um relatório detalhado sobre a situação Patrimonial, Contábil, Financeira e Orçamentária da unidade pela qual éramos responsáveis.

A Mudança da Macrofunção foi fruto de trabalho de um grupo de profissionais, que no início dos trabalhos, era encabeçado por Gilvan Dantas (STN), do qual eu tive a honra de também poder participar e encaminhar sugestões de mudanças. O antigo grupo foi desfeito e um novo assumiu as demandas, mas o resultado foi alcançado com a colaboração de todos. Temos uma norma atualizada, focada no poder de argumentação e análise do contador, que irá exigir mais maturidade, responsabilidade, experiência e capacidade de análise do profissional. Aquele contador que só olhava os indicadores de restrições está fadado ao obsoletismo.

Em 2020 estaremos com um curso específico para o Contador Conformista. Mentoria em Conformidade Contábil

“O Mentoring é um termo inglês, normalmente traduzido como “tutoria”, “mentoria”, “mentorado” ou “apadrinhamento”. O mentoring é uma ferramenta de desenvolvimento profissional e consiste em uma pessoa experiente ajudar outra menos experiente. O mentor é um guia, um mestre, conselheiro, alguém que tem vasta experiência profissional no campo de trabalho da pessoa que está sendo ajudada.

O mentoring inclui conversas e debates acerca de assuntos que não estão necessariamente ligados ao trabalho. Este processo possibilita o aprendizado e consequente desenvolvimento na carreira do profissional mais jovem”.

Saiba mais em: bit.ly/cursos-ckm

Abaixo segem o Comunica SIAFI e um registro da minha Conformidade Contábil efetuada em Dezembro de 2016. As demais podem ser localizadas no link http://bit.ly/ContabilidadeIFPB

conformidade 2016
Conformidade Contábil – Por Kleber Marques Dez/2016

 

comunica 2019
Comunica SIAFI de 17/12/2019

Kleber Marques

É Contador Público Federal no IFPB – Instituto Federal da Paraíba, possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Paraíba (2000) e Especialização em Perícia Contábil pela UnP (2002). É Instrutor/multiplicador da ENAP – Escola Nacional de Administração Pública e da ESAF – Escola de Administração Fazendária. Lecionou as disciplinas de Contabilidade Básica, Intermediária, Contabilidade Pública e AFO – Administração Orçamentaria e Financeira. Há dez anos responde pela Contabilidade do IFPB – Instituto Federal da Paraíba, assessora a Gestão com informações sobre a realidade orçamentária, econômica, financeira e contábil da instituição, em apoio ao processo de tomada de decisões e à adequada prestação de contas. Possui experiência na área de CASP-Contabilidade Aplicada ao Setor Público, Orçamento, Finanças e Administração Pública. Foi responsável pela elaboração e divulgação dos RCPG – Relatórios Contábeis de Propósito Geral do IFPB. Em recentes acórdãos nº 958/2019, nº 1661/2018; nº 550/2018 e 2377/2017 – TCU – Plenário , o Tribunal de Contas da União, menciona seu trabalho publicado pela Contabilidade do Campus João Pessoa. O trabalho em questão foi desenvolvido com base no entendimento do Tribunal de Contas de União (TCU) de que a mais eficiente e proativa atitude para preservar os recursos públicos é prevenir que estes sejam desviados de seus propósitos. Dentre os trabalhos entregues ao TCU e aos demais órgão de controle estão: i) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público Federal em cumprimento ao Acórdão Nº 2377/2017 Plenário; ii) Relatório técnico sobre o Poder de Compra do Setor Público – Conselhos de Classe e Sistema “S” em cumprimento ao Acórdão Nº 550/2018 Plenário. iii) Relatório técnico sobre o Poder de Barganha do Setor Público em cumprimento ao Acórdão nº 1661/2018 – TCU – Plenário.

Deixe uma resposta